ico Carregando...

Maria Gilda conquistou quatro medalhas de prata no Pan e Sul-americano no Peru

Autor: ASCOM
Visitas: 51
22/11/2018

Twitter Facebook Google+ WhatsApp WhatsApp

Imagem de Capa

A atleta de Parabadminton, Maria Gilda Antunes já retomou de Lima, onde participou de duas competições internacionais dessa modalidade: o V Panam Parabadminton Championships 2018 e o Campeonato Sul-americano o de Parabadminton, entre os dias 8 e 16 de novembro.

Orgulhosa com as conquistas, Maria Gilda exibe quatro medalhas de prata, três conquistadas no Sul-Americano e uma no Pan-Americano, na categoria WH1/WH2. As medalhas de prata foram conquistadas na dupla feminina, na dupla mista e no individual.  Nas provas em dupla, a parceira Foi a piauiense Auricélia Nunes. Em todas as finais, a adversária foi sempre a peruana Pilar Jauregui.

Com essas conquistas, Maria Gilda que é a primeira no ranking brasileiro, passa a ser a número dois no ranking das Américas. Em relação ao ranking mundial, a sergipana está no Top 15. Em todas as finais disputadas, em Lima, a sergipana perdeu para a peruana Pilar Jauregui, que foi campeã das duas competições continentais.

Essas conquistas aqui nas Américas, abriram a perspectiva de Maria Gilda participar do próximo campeonato mundial. Tudo vai depender da evolução da atleta nas próximas competições, dos confrontos e dos critérios de seleção da Confederação Brasileira da Parabadminton.

O principal objetivo de Maria Gilda a partir de agora é superar a peruana, que tem sido “uma pedra” no seu caminho, ao lugar mais alto do pódio. “Pilar é uma referência nas Américas. Minha briga direta é com ela, para conquistar uma vaga para o mundial. Ela é realmente um fenômeno. Dou mão à palmatoria. Mas ela conta com toda uma estrutura na sua retaguarda. Apoio do governo, da Confederação Peruana. Enfim, de todos os peruanos. O que não acontece aqui no Brasil “, lamenta Maria Gilda.

A atleta aproveitou para agradecer publicamente o apoio recebido do Governo do Estado. “Bati às portas da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e da Juventude (SEEL) e fui prontamente atendida. Sem esse apoio, dificilmente estaria aqui comemorando essa grande conquista. Quero agradecer especialmente ao secretário Antônio Hora. Sem ele nada teria acontecido”, agradeceu Maria Gilda.

Para o secretário Antônio Hora, o governo marcará sempre presença para apoiar e patrocinar nossos atletas. “A história de vida de Maria Gilda é uma coisa impressionante. Ela chega, conquista seu espaço sem vitimização. Ela não se sente coitadinha, não. E isso nos traz uma felicidade enorme. São pessoas assim, que incentivam nossos jovens à prática de esportes. Ela faz a diferença. O governo do estado, a Secretaria de Esporte e Juventude estão aqui à disposição, para dar o apoio e o suporte que ela precisa. Vá em frente Gilda e continue nos inspirando”, concluiu Antônio Hora.