Carregando...

Giba faz palestra de abertura no VII Seminário Nacional do Desporto Escolar

Autor: ASCOM
Visitas: 46

30/03/2018

Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Google+ Compartilhe no WhatsApp

Giba faz palestra de abertura no VII Seminário Nacional do Desporto Escolar

Um dos destaques do VII Seminário Nacional do Desporto Escolar, evento promovido pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) que reuniu entre os dias 29/03 e 01/04 em Aracaju, profissionais envolvidos e engajados com o esporte escolar nacional, o campeão olímpico, Giba ministrou uma palestra falando sobre suas superações e obstáculos em sua carreira no voleibol.

Giba se aposentou das quadras em 2014 e atualmente se dedica a promoção da pratica esportiva enquanto ferramenta social na prevenção da obesidade infantil por meio de seu projeto Gibinha.

Durante sua palestra o jogador fez questão de frisar que também conheceu o esporte na escola, porém, a organização dos campeonatos ainda não era tão presente quanto hoje:“Na minha época de escola, na década de 90, nos não tínhamos um calendário escolar organizado como os de hoje e, isso é muito importante, porque é na base que se devem formar os atletas, na escola”, disse Giba.

Ele citou ainda o exemplo das políticas de incentivo da Inglaterra que é um país pequeno, com a população muito próxima a de seu estado Paraná, mas, que desde 2000 tem como foco a formação de atletas olímpicos nas escolas e é atualmente a segunda colocada no quadro geral de medalhas olímpicas:“A Inglaterra possui uma estratégia de crescimento esportivo baseada em disciplina e planejamento e a utilização de investimentos da loteria na área esportiva. É isso que falta no nosso país. Investir no esporte dentro das escolas e assegurar a entidades como a CBDE garantias para a continuidade da promoção do desporto de base”.

Outro ponto citado por Giba foi a importância da família em sua trajetória profissional. Alvo da mídia nacional e internacional nos últimos meses em função de uma briga judicial envolvendo o pagamento de pensão alimentícia, Giba fez questão de dizer que o incentivo dos filhos e da esposa foi e é fundamental na sua carreira:“Eu lembro da minha filha pequena dizendo que o coração ficava apertado de saudade do pai me vendo apenas pela webcam mas hoje ela que me emociona ao dizer que entende a profissão do pai e, o quanto o que eu faço é importante não apenas para mim, pra minha família mas para todos que veem na minha historia uma motivação para seguir seus sonhos”.

Presentes na abertura do Seminário Nacional diferentes autoridades locais como o Secretário Estadual de Esportes, Antônio Hora Filho, presidente afastado da CBDE; o deputado federal Fabio Mitidieri, representante da Comissão do Esporte da Câmara Federal; o presidente em exercício da CBDE e vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), Robson Aguiar; o presidente da  Federação do Desporto Escolar Internacional Continente Europeu,NicolausMegalemos além de secretários de esportes municipais de esporte, presidentes das federações escolares e profissionais ligados a área.

Antônio Hora e Fabio Mitidieri em seus discursosreforçaram a importância do Projeto de Lei 6718 que trata da redistribuição dos recursos oriundos dos 2,7% da arrecadação bruta das loterias federais destinados às entidades que promovem o desporto educacional no país. Atualmente o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) é um dos principais beneficiários do recurso da Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998. A entidade sozinha recebe anualmente por volta de R$ 200 milhões de reais advindos da Lei Pelé, os quais são repassados a diferentes confederações desportivas de acordo com seus projetos.

“É de grande importância a aprovação do projeto de lei 6718 para que possamos avançar com os incentivos no desporto escolar. No Brasil, mesmo se reconhecendo que a base do esporte escolar se dá na escola, os investimentos na área são mínimos. A CBDE tem mostrado seu potencial em gerenciar o desporto escolar no país a exemplo do que hoje aconteceu neste Seminário onde os 26 estados do país além do Distrito Federal estão aqui representados. Temos conquistados títulos mundiais importantíssimos e elevado o Brasil a potência esportiva e, ter os recursos advindos da Lei promoveriam ainda mais os nossos atletas escoalres”, disse Hora.

O presidente em exercício da CBDE, Robson Aguiar, destacou também que uma das funções do desporto escolar é a formação de cidadãos:

“A CBDE juntamente com as Federações do desporto escolar dos estados tem o desafio de incentivar e promover o esporte nas escolas, mas acima de tudo, nossa missão é formar cidadãos por meio das atividades socioeducativas, do sistema de aprendizagem, autoproteção, cultura de paz que juntos desenvolvem a cidadania nas crianças e adolescentes”, disse o presidente.

O Seminário foi encerrado neste domingo (01/04) deixando um legado de debates dos valores e novas perspectivas para o desporto escolar brasileiro.